O que são criptomoedas?

A criptomoeda é um tipo de moeda virtual criada por programadores, que serve para realizar operações financeiras na internet. Assim como o dinheiro físico, a criptomoeda possui uma forma de evitar falsificações: um código único formado por letras e números, difícil de quebrar e que protege a moeda virtual. As criptomoedas são armazenadas em carteiras virtuais, e lá podem ser administradas, efetuando transações para qualquer lugar do mundo. Elas são geradas e "emitidas" em computadores, por meio da solução de problemas matemáticos.

Os computadores que resolvem esses problemas são chamados de minas, e seus administradores, são os mineradores de criptomoedas. Para investir, é necessário comprar criptomoedas com saldo em reais. Assim você inicia sua carteira virtual e poderá então investir com criptomoedas em fundos específicos. Vale ressaltar que grande parte das moedas virtuais utilizam sistemas de controle descentralizados, com base na tecnologia de blockchain. Conheça abaixo as principais criptomoedas desse mercado tão emergente, visível e latente em todo o mundo.

confira as principais criptomoedas

Ethereum

Lisk

neo

eos

dash

bitcoin

vechain

tether

siacoin

qtum

Valorização das criptomoedas

A criptomoeda vem de uma constante valorização, chamando a atenção e atraindo diversos interessados e investidores para o mercado de criptos, e consequentemente, nos investimentos. Assim como outras moedas, existem fatores que levam à valorização ou desvalorização da moeda virtual.

Mas afinal, quais são os fatores que influenciam a valorização da criptomoeda?

A tecnologia é um desses fatores. Por ser uma moeda virtual, ela possui forte influência da tecnologia, e o mesmo vale para a economia. Um sistema focado justamente no meio financeiro não poderia deixar de ter relação com as estatísticas econômicas do mundo. Fatores como política e filosofia, apesar de não parecer, também influenciam no valor da criptomoeda.

A descentralização do dinheiro virtual e sua popularização também contribuem significativamente para a valorização (ou desvalorização) das criptomoedas. Ou seja, quanto mais popular for a aquisição e transação de moedas virtuais, maior a chance de valorização da mesma. Assim como bancos e entidades financeiras também influenciam diretamente essa valorização. Conforme os estabelecimentos passam a aceitar transações de moedas virtuais, as estatísticas de valorização vão mudando.